Tiriba da Guiné-Bissau

No início da noite de quarta-feira, 28 de junho, o grupo de estudos de danças do oeste africano – curso de Licenciatura em Dança – realizou performance das mais animadas em um dos espaços do Campus Brasília.

Num misto de movimentos ritmados, envolventes e alegres o grupo demonstrou a desenvoltura típica dos povos africanos da Guiné-Bissau.

Um verdadeiro show!

IFB empossa novos servidores

Na última sexta-feira, 23, o IFB recebeu novos reforços: sete novos técnicos administrativos foram empossados em uma rápida cerimônia na reitoria do IFB.

“Nesse momento o IFB recebe mais servidores e aos poucos vai compondo seu quadro para atender plenamente a sua missão e a sociedade. Receber novos servidores, nesse momento – em que há restrições em concursos públicos para contratação onde o número de código das vagas é muito pequeno – tem um caráter especial. É uma grande contribuição que nós recebemos E que nossos colegas sejam todos bem-vindos”, diz o reitor, Wilson Conciani.

Dia de colheita de resultados

Sem dúvida, a hora de colher resultados é o melhor momento do trabalho. E foi nesse clima que, na manhã do último sábado, 24, o reitor Wilson Conciani e o diretor Germano Teixeira estiveram no futuro Campus Recanto das Emas para comemorar, com um café da manhã, a certificação dos concluintes do Cursos FIC de Reparos (Edificações). Conciani foi professor e orientador da turma.

Na sequência, Conciani foi para o Campus Riacho Fundo. A recepção ficou por conta das estudantes do Ensino Médio Integrado que, vestidas de índias, realizaram um evento de conclusão das atividades do semestre, abordando a cultura de civilizações nativas do Brasil em uma viagem por aspectos culturais, gastronômicos, religiosos, etc. E entre um espaço e outro, o encontro com comunidades candangas.

Temos novos espaços!

O IFB acaba de ganhar novos e ótimos espaços. Foram entregues, neste mês de junho, a biblioteca e o ginásio poliesportivo do Campus Brasília.

No total, foram quase 6 mil metros quadrados de área construída. Só a biblioteca tem mais de 2.300 m² e o ginásio, é um caso à parte: Quadra poliesportiva com arquibancada, ambientes para sala de musculação, sala técnica, exame médico, vestiários, depósitos e duas piscinas aquecidas por energia solar. Por falar nisso, a sustentabilidade, além da acessibilidade, foram destaques nesses espaços entregues.

“Esses novos espaços são de toda a comunidade estudantil e quero aqui parabenizar a todos! Agora, para completar, só falta marcarmos um torneio de futebol para integrar os campi”, sugere o reitor Wilson Conciani.

Na UNB olhando para a crise (e saídas para ela)

A UNB, dentro de suas características acadêmico-científicas, promoveu encontro para discutir “Olhares para a Crise” na perspectiva de enxergar alternativas de saída, na Faculdade de Direito.

Um enorme – no sentido da grandiosidade da proposta – desafio que reuniu os professores/cientistas Bresser Pereira (FGV), Maria Lúcia Fatorelli (Auditoria Cidadã da Dívida) e Nelson Barbosa (FGV / UNB).

Com foco na Economia, mais pormenorizadamente na política monetária (taxa de câmbio/juros) e fiscal, o encontro apontou para um aprofundamento das dificuldades socioeconômicas (desemprego, estagnação, cortes investimentos sociais etc) a serem mantidas as atuais políticas públicas.

Na expressão da Professora Maria Lúcia, com uma intencionalidade quase visceral para “não permitir que o povo goze das benesses da riqueza brasileira”. Unânime que o problema não é déficit de capital, mas a prioridade que tem se definido a ele: acumulação da riqueza pelo setor financeiro. Para mudar é preciso, verdadeira e definitivamente, adotar políticas públicas que permitam a retomada do crescimento que combine (re)distribuição de renda, garantindo educação, infraestrutura, investimentos, taxas de câmbio e juros reais, de sorte a permitir o cumprimento do papel do Estado em uma economia capitalista.

Panorama da Oferta Educacional do IFB

Na última reunião do Conselho Superior do IFB, realizado no dia 20 de junho, um dos pontos de discussão foi o atual panorama da oferta educacional da instituição.

Após os debates, foi encaminhado a criação de um grupo de trabalho para apresentação de proposta até a 45.ª reunião ordinária do Conselho Superior, em outubro. Atá lá, foi definida a suspensão de criação de novos cursos para que o grupo possa apresentar as propostas de diretrizes para oferta educacional, com exceção de Recanto das Emas e cursos do PROEJA e Médio Integrado.

Leia a apresentação com dados e informações do Panorama da Oferta Educacional do IFB.

A Portaria n.º 28/2017 será revogada!

A Portaria n.º 28/2017 será revogada! Foi essa a afirmação dada pelo próprio ministro de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, em reunião com os dirigentes do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) nesta quarta, 21.

“Isso significa, no nosso caso (Institutos Federais), que poderemos rever o uso do orçamento e, a depender da recomposição orçamentária, retomar uma certa normalidade”, comemora o reitor do IFB, Wilson Conciani.

Uma grande vitória para a Rede Federal.

Indicadores que impactam o orçamento da Rede Federal é tema de reunião do CONIF

Nesta quarta-feira, 07 de junho, o Reitor do Instituto Federal de Brasília, Wilson Conciani, participa da  75ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), em Belo Horizonte (MG).

Entre as pautas da reunião, está sendo discutido  a pactuação de novos indicadores que implicam diretamente no orçamento das Instituições das Rede Federal, como: Relação Candidato/Vaga; Taxas de Evasão, de Retenção e de Conclusão; Índice de Titulação do Corpo Docente; Gasto Corrente por aluno; Matrículas equivalentes em Cursos Técnicos e no PROEJA, entre outros.

Há, ainda, uma série de outros números, que ainda não constituem indicadores, mas que deverão ser apresentados ao final do trabalho, como gastos, renda familiar dos alunos, projetos de pesquisa e inovação.

A 75ª Reunião Ordinária do Conif termina nesta quinta-feira, 08 de junho.

 

 

IFB recebe comitiva da Coreia do Sul

Representantes da área de Educação Profissional e Treinamento da República da Coréia (Coréia do Sul) visitaram as dependências do IFB na manhã de ontem, 6 de junho.

O objetivo da visita foi conhecer o sistema de qualificação brasileiro com o intuito de verificar possibilidades de futuros reconhecimentos mútuos de qualificações.

Durante a reunião, os coreanos conheceram a atual situação de gerenciamento e operação do sistema de qualificação vocacional e técnica no Brasil, a forma como é operada a educação vocacional.

A visita é fruto de um memorando de entendimento que foi assinado entre a República da Coreia e Ministério do Trabalho brasileiro para cooperação na área de qualificação profissional.