Projeto visa resgatar história e memória de Brasília

O Instituto Federal de Brasília (IFB), a Fundação Brasil Meu Amor e a Casa da Memória Saberes e Sabores estão desenvolvendo projeto envolvendo ensino, pesquisa e extensão para resgatar a história e a memória da construção de Brasília. São ações que contemplarão os mais variados eixos tecnológicos ofertados pelo IFB, tais como turismo, hospitalidade e lazer; informação e comunicação; ciências humanas, educação e informática etc.

Na área da Gastronomia, por exemplo, está previsto o levantamento das tradições alimentares da região, cadastro de estabelecimentos que ofertam pratos típicos, publicação de caderno de receitas e organização de feira gastronômica. Na Gestão Documental e Acervo Iconográfico, o objetivo é cadastrar, classificar, higienizar e digitalizar documentos históricos, além de realizar registro audiovisual de locais de interesse histórico e cultural. Pelo projeto, estudantes dos cursos técnicos e tecnológicos e licenciaturas, sob monitoria de professores, desenvolverão estas atividades por meio de estágio.

“A iniciativa beneficia diretamente a comunidade acadêmica, com a imersão dos nossos estudantes em ações práticas supervisionadas por docentes, mas acima de tudo será um legado ao Brasil que terá à disposição esta linda história, às vezes deixada de lado, de brasileiros que construíram fisicamente  a capital federal e a moldaram com seus hábitos e costumes”, destacou o reitor Wilson Conciani, que acompanhou os representantes das entidades parceiras em visitas a espaços históricos do DF, como o Catetinho — primeira residência oficial do presidente do Brasil, Juscelino Kubitschek, em 1956.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *